Aproveite as oportunidades de novos negócios na construção civil

Área do Cliente

Conheça as oportunidades de novos negócios na construção civil



02 de março de 2022

A construção civil foi um dos primeiros setores da Economia a reagir durante a pandemia. No segundo semestre de 2021, o crescimento da construção civil foi de 2,7%.

Mesmo com o aumento médio de 25% no preço dos materiais de construção durante a pandemia, o setor vem crescendo e retomando as atividades com consistência.

Algo que mudou durante os tempos pandêmicos foi o perfil do comprador de imóveis.

De acordo com o Raio-X FipeZap, em termos de objetivos, a finalidade “moradia” voltou a crescer aqueles que compraram imóveis recentemente, com os números passando de 54%, ao final de 2020, para 61%, no início de 2021.

Já aqueles que optaram pelo investimento imobiliário (39% dos compradores no 1º trimestre de 2021), a maioria pretende colocar o imóvel para locação e rentabilizá-lo 68%.

“A Pesquisa da Influência do Coronavírus no Mercado Imobiliário Brasileiro” realizada pela DataZAP mostra que o interesse por casas aumentou de 38% para 45% durante as 3ª e 4ª ondas da pandemia (junho de 2020 e março de 2021).

Já o desejo por imóveis próximos do local de trabalho caiu de 48% para 41%, mostrando que o home office é uma tendência e deve estar contemplado nos projetos de empreendimentos atuais.

A pesquisa sobre o uso de Tecnologias de Informação e Comunicação nos domicílios brasileiros (TIC Domicílios) 2020 mostrou que a pandemia de Covid-19 aumentou o uso de tecnologias digitais, acelerando uma tendência que já vinha se consolidando. No Brasil, passamos de 71% dos domicílios com acesso à internet em 2019 para 83% em 2020, o que corresponde a 61,8 milhões de domicílios com algum tipo de conexão à rede.

Com a necessidade de manter o isolamento social, consolidou-se também uma tendência muito maior de comprar online. Segundo estudo da Neotrust/Compre Bem de janeiro de 2021, as compras online somaram mais de R$128,3 bilhões com um crescimento de 68,1% em relação ao ano anterior.

O comprador não deseja apenas comprar online, mas procura por uma experiência híbrida, a chamada jornada phygital de compra: metade física (presencial), metade online.

Essas tendências influenciam fortemente os novos negócios da construção civil e as oportunidades que podem ser aproveitadas nesse novo cenário econômico.

Loteamentos

O mercado de loteamentos cresceu quase 200% durante a pandemia. O investimento em loteamentos apresenta inúmeras vantagens tanto para as empresas quanto para os compradores:

  • Valorização constante,
  • Custo baixo,
  • Segurança e rentabilidade no negócio,
  • Prazo de obras mais curto,
  • Facilidade para obter financiamento,
  • Maior proximidade da natureza e espaço para construir,
  • Adaptabilidade.


É importante ter uma estratégia de vendas bem pensada, trabalhando com múltiplos canais de atendimento, segmentando anúncios de acordo com o perfil do comprador e montar um portfólio variado que mostre sua eficiência no mercado.

Obras de terraplanagem

As empresas que trabalham com terraplanagens constantemente podem partir para o trabalho com loteamentos de forma muito mais fácil, uma vez que a maior parte do trabalho está na preparação do terreno. É importante prestar atenção nas oportunidades do que o terreno permite.

Construtechs

As construtechs são as startups com foco em resolver problemas do mercado da construção com tecnologia. O levantamento do Startup Scanner mostra que o Brasil tem atualmente 249 construtechs, divididas em 24 categorias.

Os problemas resolvidos pelas construtechs vão desde a venda de imóveis online, financiamento, investimentos até o aluguel de máquinas, gestão de canteiro de obras, cotação de materiais de construção.

É importante estar de olho no mercado da tecnologia, pois é daí que vêm as grandes transformações. Você já pensou em investir em uma construtech? Tem alguma ideia de como aplicar a tecnologia para resolver uma necessidade do mercado da construção?

Ou, então, se você acha que sua empresa não tem o perfil para desenvolver uma solução, não esqueça de procurar por parcerias com empresas de tecnologia, novos apps, sistemas e ferramentas que ajudam a tornar o dia a dia mais rápido e eficiente.

Tecnologia aliada aos novos negócios na construção civil

A transformação digital é uma realidade em todas as empresas, e para o setor da construção não seria diferente. Ainda que boa parte do negócio aconteça fisicamente, com a obra como centro de atenção, o resto dos processos que a acompanha podem ser todos digitalizados.

Se tomarmos o processo de lançamento e venda de imóveis, por exemplo, ele pode ser totalmente feito online hoje em dia, apenas com a visita ao imóvel como parte física (presencial) da transação.

Construção verde

Uma pesquisa da Deloitte mostra que as gerações Millenial e Z  estão mais preocupadas com o meio ambiente do que as anteriores, e buscam apoiar projetos que tenham objetivos sustentáveis.

Para atender aos desejos de compra dessa geração, é preciso tornar os projetos mais sustentáveis, o que também traz vantagens para o imóvel no pós-venda.

Os projetos que têm a sustentabilidade na sua essência acabam sendo melhores para o meio ambiente e também sustentáveis a longo prazo. Tecnologias como captação de água da chuva e painéis de luz solar para energia elétrica acabam barateando os custos com taxas de condomínio.

Além disso, a construção é responsável por gerar muitos resíduos, que devem ter um destino correto e podem ser reciclados, tornando a obra em si mais sustentável. Ter responsabilidade torna o mundo melhor!

Oferta x demanda

O mercado de imóveis se baseia muito no perfil do comprador, e ele vai mudando ao longo do tempo e com a região. Às vezes um perfil de imóvel já está com o mercado saturado em uma região, o que gera uma oferta maior que a demanda e faz com que as unidades encalhem sem vender.

Não se esqueça de fazer pesquisas antes de iniciar um empreendimento para saber se o comprador local tem poder de compra e o perfil da sua obra. Entender onde se está é importante para o sucesso do empreendimento.

É possível se preparar para os ciclos de baixo e alto desenvolvimento, sempre pensando em manter uma variedade na oferta de imóveis e ir se adaptando às tendências, organizando os fluxos financeiros para as épocas de baixa.

Afinal, uma obra é algo que se desenvolve ao longo de um período um tanto longo, o que requer visão de futuro e planejamento.

Uma estratégia que muitas empresas procuram desenvolver em suas equipes é o compartilhamento de informações através de parcerias com empresas focadas em novos negócios na construção civil. Uma delas, a PJ Bank, é especialista em soluções financeiras integradas com seu sistema de gestão.



Noticias relacionadas

Reunião para definir software para construção civil

Lançamento imobiliário digital é a mais nova tendência para 2022! Conheça o case Habitare

A eficiência de um software para construção civil se prova na realidade, no dia a dia. Com o ERP...

Saiba mais!
Mão de obra na construção civil

Como driblar a falta de mão de obra na construção civil?

O aquecimento do mercado da construção traz um desafio extra para os gestores: a falta de mão de obra...

Saiba mais!

Assine a Newsletter

E receba conteúdos exclusivos