Entenda o que é realidade virtual e aumentada na construção civil

Área do Cliente

Entenda o que é realidade virtual e aumentada na construção civil



30 de março de 2022

A metodologia Hype Cycle da consultoria Gartner identifica 5 fases em um ciclo de inovação tecnológica:

  1. Gatilho de inovação;
  2. Pico de expectativas exageradas;
  3. Poço da desilusão;
  4. Ladeira da iluminação;
  5. Platô de produtividade.

Ao adotar uma tecnologia emergente, passamos por todas essas fases: ficamos empolgados com a novidade, criamos expectativas, nos decepcionamos.

Depois, vamos novamente fazendo as pazes com as possibilidades que podem ser exploradas, encontrando uma maneira de aproveitar o melhor que aquela tecnologia pode oferecer.

O platô da produtividade acontece quando aquela nova tecnologia se prova útil, começa a ser adotada por mais pessoas e empresas, não só por quem está ligado no que há de mais moderno.

Esse platô de produtividade acontece quando uma tecnologia inovadora se estabelece e mostra seu valor no mercado. É o momento em que quem adotou a tecnologia antecipadamente colhe seus frutos.

As realidades virtual e aumentada ainda não atingiram seu platô de produtividade, mas podem oferecer muitas vantagens para quem a adotar antecipadamente.

Realidade aumentada x realidade virtual

A realidade aumentada utiliza aplicativos e softwares para incluir componentes digitais no mundo em que vivemos, projetando esses elementos em cima do cenário real.

Já a realidade virtual é uma experiência imersiva que cria um ambiente totalmente novo, que ainda não existe, dando a sensação de estar em outra realidade.

Realidade aumentada e virtual na construção civil

Na construção civil, os usos dessas tecnologias abrem portas para ajudar os clientes a visualizarem os empreendimentos desde a fase de projetos, já que muitos têm dificuldade de entender projetos.

A realidade virtual e a realidade aumentada vão além da maquete 3D, proporcionando aos clientes uma relação mais próxima e imersiva com o resultado final esperado em um empreendimento.

Além das vendas, essas tecnologias ajudam também os profissionais da construção a navegarem pelo projeto antes de ser executado. Isso permite avaliar se o projeto está funcional, evitando erros de projeto que podem impactar negativamente no empreendimento.]

Exemplos de usos inovadores da realidade virtual e aumentada na construção civil

Engana-se quem pensa que a realidade virtual e aumentada ainda são coisas do futuro, pois elas já estão sendo aplicadas no cotidiano do canteiro de obras. Vamos ver alguns exemplos!

Gerenciamento de obra

A realidade virtual pode ser usada para o gerenciamento de obra e verificar irregularidades, fazer inspeções. Um bom exemplo é o capacete DAQRI Smart Helmet, que escaneia o canteiro de obras e ajuda a avaliar problemas:

Já a realidade aumentada ajuda a gerenciar as obras comparando o modelo do projeto em BIM com a execução da obra, como nos aplicativos Dalux e Gamma AR.

Com uso da realidade virtual, uma obra pode ser gerenciada e inspecionada de forma remota, veja o exemplo de uma inspeção feita remotamente em tempos de Covid:


Tours virtuais e decoração virtual

As realidades virtuais e aumentadas trazem o cliente para dentro dos empreendimentos de uma forma nunca vista antes.

Com essas tecnologias é possível passear por dentro de um empreendimento que nem sequer começou a ser construído ou até mesmo tornar a visita no canteiro de obras mais agradável, proporcionando ao cliente visualizar o resultado final.

Com a realidade aumentada, é possível posicionar modelos 3D de itens como móveis e eletrodomésticos em um ambiente, dando uma melhor ideia das possibilidades de cada espaço.

Já a realidade virtual proporciona caminhar pelo ambiente em uma total imersão no resultado final, mesmo que ela ainda não exista.

Tecnologias como o software Enscape 3D e o Shapespark proporcionam modelos virtuais nos quais os clientes e os próprios projetistas podem passear e navegar, avaliando o

O mercado imobiliário no futuro

Depois da pandemia, o uso de tecnologias que permitem uma experiência próxima da realidade, mas de forma remota, se consolidou como nunca antes.

Dados de pesquisa “A Influência do coronavírus no mercado imobiliáriodo” feita pelo Grupo ZAP mostram que houve um aumento de 158% nas buscas por imóveis com tours virtuais.

Esse tipo de mudança veio para ficar!

A experiência do phygital (combinação do físico + digital) é uma tendência hoje, resultado do período de isolamento que atravessamos e que nos forçou a buscar novas maneiras de estar no mundo.


Para quem ainda não começou, é preciso correr atrás de aplicar a realidade aumentada e virtual nos negócios imobiliários.

Só assim para conseguir alcançar o cliente que está cada vez mais exigente e quer fazer tours digitais não no futuro, mas agora!



Noticias relacionadas

Mão de obra na construção civil

Como driblar a falta de mão de obra na construção civil?

O aquecimento do mercado da construção traz um desafio extra para os gestores: a falta de mão de obra...

Saiba mais!
Novos negócios na construção civil

Conheça as oportunidades de novos negócios na construção civil

Construa estratégias para expandir e implementar novos negócios na construção civil.

Saiba mais!

Mercado imobiliário: conheça o método comparativo de avaliação de imóveis

O mercado imobiliário teve grandes momentos nos últimos anos. Em 2021 os lançamentos de novas unidades chegaram a 265.678,...

Saiba mais!

Assine a Newsletter

E receba conteúdos exclusivos